Gilson Antunes e o Festival de Ourinhos

 

O violonista Gilson Antunes, endorsee internacional da  D’Addario, é um dos curadores do XI Festival de Ourinhos, evento realizado pela Prefeitura Municipal da cidade de Ourinhos (SP) e que acontecerá entre os dias 17 e 23 de julho. O festival reunirá músicos e educadores em 41 cursos, workshops, shows e exibições (veja a programação completa no site do evento).

“O intuito inicial do Festival era atender os estudantes da região Oeste Paulista, como Ourinhos, Assis, Santa Cruz do Rio Pardo, etc. Inclusive os primeiros professores do Festival foram os professores da Escola Municipal de Música de Ourinhos. A partir da terceira edição, mais ou menos, nós começamos a perceber que tinha uma demanda grande não só do Oeste Paulista, mas de todo o estado e também região próxima, como Paraná, por exemplo. Então nós começamos a chamar professores como Henrique Pinto, Gretchen Miller, Jean Noel Sagard, Edmundo Villani Cortes, e aí nós vimos que dava certo, começaram a vir alunos do Brasil inteiro.

O auge foi em 2008, quando nós convidamos os músicos da OSESP pra dar aula, os músicos do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo e alguns dos principais músicos populares do Brasil, como o Michel Leme e o Thiago Espírito Santo. O festival estava em um nível muito legal, mas acho que em 2008 foi um nível muito, muito alto. Acho que nesse ano o Festival de Ourinhos já podia ser considerado o segundo maior festival de música do Brasil, só perdendo para o de Campos do Jordão”, conta Gilson em entrevista à Musical Express.

Além de Gilson Antunes, a curadoria é formada por Neusa Fleury Moraes, Secretária Municipal de Cultura de Ourinhos, e Neide Rodrigues Gomes, vice-presidenta da Comissão Paulista de Folclore. Gilson atua no evento desde suas primeiras edições, onde esteve presente como professor e diretor artístico.

A XI edição homenageará o músico Luiz Gonzaga, e recebe como convidados Edmundo Vilanni-Cortes, Dominguinhos e Hermeto Pascoal. “O Luiz Gonzaga sintetiza bastante a música do Nordeste. Essa decisão veio da Neusa Fleury, que é praticamente a madrinha do festival, a prioridade dela como secretária de cultura de Ourinhos sempre foi o Festival de Música. Nós já tivemos como homenageados Guinga, Toninho Horta e Heitor Villa-Lobos”.

Ainda este mês, Gilson é presença confirmada em mais dois festivais: O Encuentro Internacional de Guitarra Agustin Barrios (Paraguai), que acontece entre os dias 12 e 15, e também o Festival Internacional de Guitarra de Angostura (Venezuela), que acontece entre 25 de julho e 01 de agosto. Na sequência, Gilson retorna ao Brasil e volta a ministrar aulas no Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), como professor de violão clássico.

Curtir no FacebookTwitterMais...

julho 13, 2011 Artistas, News