Há 70 anos, Brasil perdia Noel Rosa

Há exatos 70 anos, no dia 4 de maio de 1937, o Brasil perdia um de seus maiores compositores. Apelidado de Poeta da Vila, Noel Rosa morreu com apenas 26 anos de idade, mas deixou um legado de inúmeras obras, entre elas grandes clássicos, como “Com que roupa?”, “Palpite infeliz”, “Feitiço da Vila”, “Conversa de botequim” e “Pastorinhas”.

“Todo mundo bebeu na fonte de Noel. Ele compôs verdadeiras obras-primas do ponto de vista melódico e poético”, diz o professor Omar Jubran, pesquisador responsável por compilar e remasterizar as gravações originais das 229 composições do artista, lançadas pela gravadora Velas no final do ano passado na caixa “Noel Rosa pela primeira vez”.

Nascido no bairro de Vila Isabel, no Rio de Janeiro, em 11 de dezembro de 1910, Noel teve problemas no maxilar durante o parto, o que rendeu mais tarde o apelido de “Queixinho”. Desde a adolescência, ele deixou claro seu gosto pela música e pela vida noturna, abandonando o curso de medicina para se dedicar ao samba.

A fama de boêmio rendeu a lenda em torno da música “Com que roupa?”. “A história diz que sua mãe escondia as roupas de Noel para evitar que ele saísse de casa à noite”, conta o professor. “Mas, nos anos 30, com que roupa queria dizer com que dinheiro”, diz Jubran, cuja paixão pelo artista fez com que ele vendesse seu único Fusca para viajar a outros estados em busca de raridades em discos de 78 rotações.

Os hábitos do músico comprometeram seriamente sua saúde e, com pouco mais de 20 anos, o compositor, cantor e violonista tinha os pulmões lesionados. Alguns anos depois de sua morte, a obra de Noel Rosa permaneceu esquecida, até que a cantora Aracy de Almeida incorporou ao repertório de seu show, nos anos 50, sambas inéditos do poeta.

Para Jubran, a polivalência de Noel Rosa é o que mais chama atenção. “Ele foi, ao mesmo tempo, um compositor romântico, que sabia como cantar a mulher amada, e também um repórter irônico, capaz de mostrar um Brasil de tanga”.

Curtir no FacebookTwitterMais...

maio 8, 2007 News