Peles Black Chrome

 

Por: Vlad Rocha
As peles Black Chrome da Evans foram desenvolvidas especialmente para ser usadas nos toms e surdos de kits de bateristas que gostam de pegar pesado. Desenvolvidas com dois filmes (um filme transparente com espessurade 7 mil sobre um filme preto de7,5 mil), seu visual é espelhado, agregando todo um apelo extra ao “fenótipo” do kit. Disponíveis nas medidas de 6” a 20”, pude testar os modelos de 10”, 12”, 13”, 14”e 16” em meu kit com três toms e dois surdos. Vamos conferir como as peles se saíram!

Mãos à obra!
Em geral, as Black Chrome ofereceram um ataque acentuado, com um sustain médio e um timbre meio “dark” mas sem ser “fosco”, digamos assim. Essas características estão de acordo com o som desejado por bateristas que tocam estilos mais pesados, em que precisam de um som firme, robusto e denso. Usados em afinações médias–baixas, os tambores soaram poderosos, com ataque definido e resposta grave, ainda com um pouco de sustain.  Ao usar uma afinação mais média, as características permaneceram. Com uma afinação mais aguda, notei que os atributos básicos da pele também foram mantidos, mas com menor eficiência. Definitivamente, esses modelos oferecem um resultado muito mais interessante nas afinações que tendem para os registros graves.
Em termos de resposta às variações dinâmicas, é comum que alguns modelos de pele não mantenham as características básicas quando tocados mais suavemente, por exemplo. Isso ocorre especialmente em modelos de peles com filme duplo. Porém, ao executar toques em dinâmicas mais suaves, notei que a resposta geral foi bem parecida com os toques mais fortes. Ou seja: apesar de o volume obtido ser menor, as características de ataque e sustain foram parecidas.
Outro fato interessante é que, embora a pele seja escura, o fato de o filme superior ser transparente impede que a ponta da baqueta fique marcada com tinta, evitando que as caixas e os pratos sejam“pintados” sem querer durante os toques.

Som equilibrado do menor ao maior tambor
Ao usar a pele no tom de 10”, constatei que ele ainda soou de forma poderosa, com ataque e sustain interessantes. É comum que algumas peles de filme duplo deixem o som de tambores menores um pouco mais “sufocado”, mas isso não aconteceu no tom de 10”, que manteve características sonoras similares ao poderoso som do surdo de 16”, mas, claro, de acordo com o seu tamanho. Esse fato mostrou que as Black Chrome podem deixar todos os seus toms com um som equilibrado. Nenhum tambor apresentou harmônicos indesejáveis, que me fizessem sentir a necessidade de utilizara bafamento externo para controlá-los. Posso dizer que, em termos gerais, a sonoridade das Black Chrome é definida e permite projeção (isso varia de acordo com a madeira utilizada no tambor, obviamente). Modelo interessante para quem quer obter um som nítido e com peso em seus toms e surdos

Curtir no FacebookTwitterMais...

julho 4, 2013 Testes de produtos