Evans Genera HD Dry

Deixe sua caixa com um som mais seco e definido

Este modelo da Evans foi desenvolvido especialmente para ser utilizado em caixas, e está disponível nos tamanhos de 12, 13 e 14 polegadas. Ela possui duas camas de filme, com a superfície principal porosa. Perto de sua borda, pequenos furos auxiliam no escape de ar. Há também um anel de reforço interno.

Para diversos estilos musicais

Antes de mais nada é preciso dizer que para se testar uma pele, outras variáveis podem influenciar em sua sonoridade, como a qualidade do casco do tambor, ambiência, aro, etc. Para dar uma maior noção de sua sonoridade realizei o teste em uma caixa de maple de 14”, em uma sala com bastante espuma de isolamento. Antes, a pele usada na caixa era uma porosa simples, de apenas uma camada. Vamos comparar agora os resultados após o teste deste modelo da Evans.

Logo ao colocar a pele já notei seu bom acabamento e sua facilidade para se encaixar no casco. Na hora de afi nar pude notar que sua sensibilidade é bem alta, respondendo ao menor ajuste nos parafusos. Pude obter uma afi nação equilibrada sem muitos ajustes fi nos. Outro fator importante: consegui isto sem mesmo necessitar deixar a pele totalmente apertada durante algumas horas para “lacear” e se adaptar melhor ao casco.

Em relação à sonoridade pude notar que tanto o anel de reforço como as aberturas nas bordas auxiliam na retirada dos harmônicos. O resultado disso é um som seco e defi nido sem que haja necessidade de qualquer outro tipo de abafamento. Com a pele anterior minha caixa proporcionava um harmônico que só era possível ser retirado mediante abafamento.

Com este modelo da Evans, não vi esta necessidade. O som de “crack” soou bem defi nido e obtive uma boa resposta de esteira mesmo em dinâmicas mais baixas, tocadas mais perto da borda, sem que os harmônicos se pronunciassem muito. Com isso, resolvi realizar um rimshot, e para minha surpresa, consegui um ataque forte, preciso e sem muitos harmônicos que este tipo de toque costuma proporcionar. O equilíbrio desta pele é bastante interessante. Como sua superfície é porosa, ao tocar com vassourinhas o resultado obtido também foi bastante agradável, com bastante “arenosidade” ao se arrastar as vassourinhas pela pele.

Como resultado geral, e comparando-se à pele anterior que eu usava, a pele atinge seu objetivo de gerar um som mais seco e defi nido. Posso dizer que este modelo é uma boa opção para tocar diversos estilos musicais, tanto em estúdio quanto ao vivo.

Especificações Técnicas

- Duas camadas: Externa com 7,5 mil e interna com 5 mil.

- Anel de reforço com 2 mil.

- Disponíveis nas medidas 12”, 13” e 14”.

- Furos laterais para ajudar a eliminar harmônicos.

- Superfície rugosa.

Conclusão

O modelo Evans Genera HD Dry gera um som mais seco, sem perder ataque e potência. Não há necessidade de abafamento externo ou interno, pois os furos laterais e o anel de reforço já garantem que os harmônicos não se pronunciem tanto.

Em relação ao som gerado ao se tocar um rimshot, encontrei um bom equilíbrio entre o harmônico gerado pelo aro e o som da pele, sem que houvesse um grande exagero na propagação do harmônico. Em dinâmicas mais baixas, a resposta foi igualmente adequada, com boa presença da esteira.

Matéria publicada na revista UP Gospel!
Por Vlad Rocha

Curtir no FacebookTwitterMais...

junho 4, 2008 Testes de produtos